Darwin por wireless

origin_evolution_camera-640x360

Desde sempre que vivemos para a evolução. Segundo Darwin, evoluímos para nos aperfeiçoarmos, para nos tornamos melhores, para aumentar a nossa chance de sobrevivência. Este autor defende aquilo a que chamamos “seleção natural”, onde só os indivíduos com capacidades se mantém num mundo em constante mudança, tanto para o lado bom como para o mau.

Vivemos num mundo onde toda a gente corre. Corremos, muitas vezes sem destino. Demasiadas vezes. Controlamos a nossa vida por um relógio, combinado com a agenda onde registamos toda a nossa vida. Convido-vos a parar por um segundo na rua ou no metro. Convido-vos a levantar a cabeça, por um segundo e olhar. Olhar para o que nos rodeia. Para a realidade. Sinto que deixamos de percepcionar a nossa realidade. Sabemos de tudo o que se passa por um ecrã: desde o roubo que aconteceu na rua de baixo como a bomba que explodiu do outro lado do mundo. Deixamos de ter noção de distâncias, tanto entre locais como entre pessoas. Estamos cada vez mais distantes mas, cada vez mais perto. Deixamos de contar para agora partilhar tudo.

Costumamos dizer o Diabo sabe muito, não é por ser o Diabo mas sim por ser velho. Passasse o mesmo connosco. Conforme vamos avançando na história. Criamos memórias, ganhamos experiências que nos fazem crescer e formarmo-nos naquilo que somos hoje. Somos seres humanos que querem tudo e mais alguma coisa, agora. Fazemos tudo para agora, vivemos num mundo marcado pela instantaneidade. Actualmente, quebramos a barreira do espaço e do tempo, deixou de haver ontem pois, ainda não acabei de escrever esta frase e esta já é passado.

Para este segundo desafio a frase que nos deve servir de inspiração é:

“Internet: um mundo velho, novas regras”.

Na última aula o professor que leciona esta cadeira dizia algo sobre o qual  nunca tinha pensado: a internet não altera grande coisa por si mesma, apenas nos dá a oportunidade de nós o fazermos. Cabe-nos a decisão de escolher se queremos, ou não, alterar as coisas. Temos um mundo cheio de oportunidades, de probabilidades de algo acontecer. Depende do sujeito se a quer, ou não agarrar.

Como não podia deixar de ser, tive de escolher uma música que se enquadra-se neste desafio. A escolhida foi “Eu esperei” de Tiago Bettencourt, publicada no ano de 2012, no albúm “Acústico”.

 

“Internet: um mundo velho, novas regras.” é o desafio desta semana. Sinceramente, acho que a única alteração que Internet veio instalar no nosso quotidiano foi, como já tinha falado acima, a instantaneidade com que as coisas são feitas. Desde sempre que existem noticias de homicídios, rumores, boatos, elites, pessoas a comentar politica (sem sequer perceberem nadinha do assunto…). O que mudou? A rapidez e a intensidade com que tudo é feito. Se algo se passa em Paris, no Ohio sabe-se 2 minutos depois. Alguém morreu na rua debaixo? Sabe-se primeiro pelo facebook (retirando aqui a hipótese da primeira página do Correio da Manhã…) que às vezes a própria família. Como a letra da música diz “sangue velho chora de saudade”, e acho que é exatamente isso que se passa com a nossa atualidade. Avançamos tanto, não só tecnologicamente mas também mentalmente. A internet abriu-nos uma imensidão de portas, onde podemos ter acesso a 40 mil coisas, apenas com o trabalho de um clique. Para além da informação, permitiu-nos ser juízes, carrascos, vitimas, políticos, críticos de moda ou de cinema nas redes sociais, deputados ou até os melhores amigos de alguém que se encontra do outro lado do mundo, por de trás de um conjunto de pixeis, combinados numa falsa imagem.

Identidades falsas, imagens modificadas, musicas partilhadas e todo um mundo virtual paralelo ao nosso. Qual deles o verdadeiro? Ainda estamos por descobrir… Mas, como aprendi esta semana, a Internet apenas nos dá a possibilidade, cabe- nos a nós agarrá-la ou não.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s